Cadastre-se

Irmão da sertaneja, João Gustavo, acusou a cantora de tentar se promover com a morte dela; equipe emitiu nota para se justificar

 

Naiara Azevedo desistiu de lançar a música que tinha gravado com Marília Mendonça, 50 Por Cento. A decisão foi confirmada em nota emitida pela assessoria de imprensa da cantora, na noite deste domingo (16), após muita polêmica envolvendo os familiares de Marília, que se posicionaram contra a divulgação do trabalho.

"A equipe de Naiara Azevedo tem toda admiração e respeito por Marília Mendonça e sua família, e etende toda delicadeza da situação. O trâmite da gravação da música 50 por Cento foi feito através das duas artistas. Para o lançamento, se faz necessário uma burocracia por parte da gravador a- o que é comum com qualquer feat gravado. A autorização para participação das artistas veio somente no primeiro semestre de 2021, e a liberação de lançamento para início do ano de 2022", justificou a equipe em comunicado.

"Em respeito a família de Marília, e se for da vontade deles não quererem esse lançamento, iremos entender e não lançar a canção", finalizou a porta-voz de Naiara, reforçando que "tudo foi sempre feito dentre os trâmites legais".

A notícia de que a canção seria lançada nas plataformas digitais, no último fim de semana, repercutiu mal entre os familiares de Marília — ela morreu em novembro de 2021. João Gustavo, irmão da sertaneja, acusou Naiara de se aproveitar da morte dela para se promover.

"É muito fácil olhar da janela na casa do vizinho. Estamos aprendendo a separar o joio do trigo. E falem o que quiser, mas nós sabemos o que é verdadeiro e o que não é! Quando pensei em não lançar mais meu trabalho lembrei do quanto ela estava feliz. Engoli o choro, a dor. Fizemos como ela queria. Quem conheceu minha irmã sabe o quanto algumas coisas a deixava magoada. E por isso, não vou deixar ninguém, mas ninguém mesmo se fazer valer da partida dela. Uma coisa vou levar para a vida: Quem ama não usa", postou João Gustavo no Twitter.

"Eu não vou aceitar não gente, ninguém vai ganhar em cima dela não", completou.

 

FONTE: R7

 

João Gustavo diz que não vai deixar cantora se promover usando nome da irmã

 

O BBB ainda nem começou e já está dando – muito – o que falar. Uma das participantes anunciadas pelo programa foi a cantora Naiara Azevedo, que entra no time Camarote. A sertaneja tem sido criticada pelo irmão de Marília Mendonça (1995-2021), o também cantor João Gustavo.

Temendo que aproveitem o nome da Rainha da Sofrência, ele usou as redes sociais para demonstrar sua insatisfação com a ida de Naiara para o reality. “Todo mundo já sabia que você entraria no BBB para se promover, e eu sei que você não vai tirar o nome da minha irmão da boca”, escreveu.

Gustavo também prometeu se esforçar para tirar a sertaneja se ela cair em um paredão. “Vou fazer de tudo para que você não fique dentro dessa casa”, acrescentou.

A reação de João Gustavo a participação de Naiara no BBB ocorre após Naiara ter anunciado antes de entrar no reality, em entrevista ao jornal Extra, que lançaria uma música em parceria com Marília Mendonça no início de 2022.

No sábado (16), ele compartilhou uma notícia sobre o lançamento da música e comentou: “Parabéns Naiara isso eu já sabia, você nunca enganou ninguém. Eu não vou aceitar não gente, ninguém vai ganhar em cima dela não”.

 

FONTE: BAHIA.BA 

Em mais de 50 anos de carreira, fez mais de 40 novelas

A atriz Françoise Forton morreu neste domingo (16), no Rio de Janeiro, aos 64 anos. Ela estava internada havia quatro meses na clínica São Vicente, na Zona Sul da cidade, para tratar de um câncer.

Françoise Forton nasceu no Rio de Janeiro no dia 8 de julho de 1957, filha de pai francês e mãe brasileira.

Sua estreia foi ainda adolescente, em 1969, na novela “A última valsa”, da TV Globo. Desde então, ela fez mais de 40 novelas e diversas outras participações na TV.

Em mais de cinquenta anos de carreira, fez outras novelas de sucesso como “Bebê a bordo” (1988), “Tieta” (1989), “Meu bem, meu mal (1990), “Perigosas peruas” (1992), “Explode coração” (1995), “O clone” (2001) e “I love Paraisópolis” (2015).

Sua carreira no cinema também teve mais de cinco décadas, com filmes como “Marcelo Zona Sul” (1970), “Jardim de Alah” (1988) e “Coração de Cowboy” (2018).

Ela também participou de diversas montagens de teatro nos últimos anos, e ganhou prêmios como do Festival Internacional de Angra, em 2011, por “Chopin Sand?”.

Ela deixa o marido, o produtor cultural Eduardo Barata, e o filho, Guilherme Forton Viotti.

 

FONTE: BAHIA.BA

 

Artista fez crítica sobre as novas medidas de restrições em combate ao Covid-19

 

Muitos eventos foram cancelados ou adiados após casos de Covid-19 ter aumentado em vários estados no Brasil. Muito artista, assim como grande parte da população, positivou o vírus nas últimas semanas. 

O cantor sertanejo, Wesley Safadão, teve show cancelado por conta das novas restrições impostas pelo governador de Pernambuco, (estado que iria acontecer o evento), que seria realizado no último sábado (15), no Verão Tamandaré.

O artista fez uma declaração sobre as novas restrições e cancelamentos de eventos.“Eu não vou ficar em casa mais. Vou sair pra trabalhar porque eu tenho conta pra pagar e as pessoas que trabalham comigo também têm. Se depender de mim o show não vai parar. Respeitem a turma que faz evento”.

 

FONTE: BAHIA.BA

Programa estreia nesta segunda-feira (17)

De acordo com o site BuzzFeed, o apresentador Sílvio Santos ficou muito feliz com a entrada do seu Neto, o ator, Tiago Abravanel, na edição do reality deste ano. 

Sílvio, autorizou as chamadas do Big Brother Brasil durante a programação do SBT, além de ter declarado torcida ao seu neto.

Nas redes Sociais, a apresentadora Patrícia Abravanel, tia do novo brother do reality, falou sobre a participação dele no programa.

“Nao acreditooo!! Que corajoso!!! Nunca assisti a um BBB agora vou ter que assistir!!! Não sei nem que dia passa!! Que corageeeeemmm!!! Imagina o frio na barriga dele!!! Meu Deus!! Que ele possa nos surpreender e nos conquistar ainda mais com seu carisma, personalidade alegre e sensível!!! Vou estar na torcida e tentar acompanhar!! Abrava Takes BBB!!! Certeza que o Brasil vai se apaixonar ainda mais por você!! Vai em frente”, disse.

O programa estreia nesta segunda-feira (17).

 

FONTE: BAHIA.BA

A juíza de Direito Gláucia Falsarella Pereira Foley, de Brasília, arquivou uma ação que solicitava a prisão do âncora do Jornal Nacional, William Bonner, por incentivo à vacinação contra a Covid-19 em crianças e adolescentes.

No pedido, o rapaz afirmava que Bonner, junto com outros repórteres da emissora faziam parte de uma organização criminosa que tinha como proposta disseminar os impactos positivos da vacinação.

A ação acusava ainda Bonner de cometer o crime de indução ao suicídio e de envenenar a água potável.

Na negativa, a juíza afirmou que o pedido "reproduz teorias conspiratórias, sem qualquer lastro científico e jurídico, esvaziando seu texto em mera panfletagem política".

Para a magistrada, o pedido foi descabido e a Justiça não pode dar razão a delírios negacionistas.

 

FONTE: BAHIA MOTÍCIAS 

 

O congelamento do preço usado como base para o cálculo do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) para combustíveis não será renovado. A decisão foi tomada pela maioria dos governadores na última sexta-feira (14).

Os valores que são geralmente atualizados a cada 15 dias, com base no preço médio de venda de combustíveis nos estados ficaram congelados desde novembro. A partir de 1º de fevereiro, esse valor poderá sofrer variações novamente.

É importante ressaltar que o ICMS tem alíquotas fixas, que variam de 25% a 34% de acordo com o estado. Essas alíquotas incidem sobre o preço médio ponderado ao consumidor final (PMPF), que é reajustado a cada 15 dias. Esse preço médio é afetado pelos reajustes promovidos pela Petrobras nas refinarias, e agora também pela Acelen (nova dona da Refinaria de Mataripe), que acabam chegando aos postos.

O acordo de congelamento foi firmado no Comsefaz (Comitê Nacional dos Secretários Estaduais de Fazenda) em outubro. Os governadores decidiram congelar o preço usado na base de cálculo por 90 dias, na tentativa de conter os aumentos da gasolina.

A medida foi uma contraposição a uma proposta que, à época, havia passado pela Câmara e estava no Senado, que tornaria fixa por um ano a incidência do impostos. Estados chegaram a alegar que, se fosse aprovada, ela poderia levar a uma perda de arrecadação da ordem de R$ 24 bilhões. Com a decisão de agora, porém, a base de cálculo volta a oscilar conforme os preços nas bombas.

Nesta semana, a Petrobras decidiu subir os preços de combustíveis, após 77 dias sem alterações. O valor médio da gasolina vendida para as distribuidoras passou de R$ 3,09 para R$ 3,24 por litro, um reajuste de 4,85%. Já para o diesel, de R$ 3,34 para R$ 3,61 por litro, alta de 8,08% 

Em nota, o Comsefaz afirmou que o preço de referência havia sido congelado para “sinalizar a disposição dos estados para conter os reajustes frequentes da gasolina, diesel e etanol, assim como ficar igualmente demonstrado que essa via em nada influencia a escalada de preços”.

Ainda de acordo com o Comsefaz, o congelamento do ICMS não conteve a elevação dos combustíveis nas bombas, pois se trata de mero elemento do custo, dependente e repercutido pelo preço da commodity definido e constantemente aumentado pela Petrobras.

O Comsefaz criticou a política de preços da Petrobras, defendendo que mudá-la é “determinante para se reverter essa carestia”. Pela política adotada pela empresa, os preço dos combustíveis variam conforme as cotações do dólar e do petróleo no mercado internacional.

Na Bahia, o PMPF da gasolina, a título de exemplo, ficou congelado em R$ 6,044. Como a alíquota é de 28%, o imposto estadual corresponde a aproximadamente R$ 1,69 por litro do combustível. Já o preço médio praticado nas bombas na última semana foi de R$ 6,791 de acordo com a pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

 

FONTE: AGÊNCIA SERTÃO

 

 

O Programa de Pós-Graduação em Agronomia (PPGA) abre seleção de candidatos ao curso de Mestrado, com área de concentração em Fitotecnia, campus de Vitória da Conquista.

De acordo com o Edital 007/2022, os interessados poderão se inscrever de 15 janeiro a 8 de fevereiro, exclusivamente, pelo e-mail: ppgagronomia.inscricoes@uesb.edu.br.

A seleção é destinada a bacharéis em Agronomia, Engenharia Agrícola, Engenharia Florestal ou graduados em Biologia, desde que seus currículos contenham disciplinas pertinentes à área de concentração. Serão ofertadas dez vagas, distribuídas em quatro linhas de pesquisa:

 

Fisiologia da Produção Vegetal e Nutrição de Plantas: 03 (três)

Fitossanidade de Plantas Cultivadas e Monitoramento Ambiental: 03 (três)

Manejo do Solo-Água-Planta na Produção Vegetal: 02 (duas)

Melhoramento Genético, Propagação e Manejo Cultural de Plantas: 02 (duas)

Os documentos, bem como a ficha, necessários para a inscrição e outras informações podem ser encontradas no Edital de seleção. Em caso de dúvidas, entre em contato com o Programa pelo e-mail: ppgagronomia@uesb.edu.br.

 

Seleção

Etapa 1 – pré-seleção: Análise do Curriculum vitae, Proposta de Projeto de Pesquisa, Histórico Escolar e Exame de Conhecimentos em Língua Inglesa, a ser realizado no dia 10 de fevereiro, às 14h00, EXCLUSIVAMENTE pelo Google Classroom, cujo link será informado oportunamente aos candidatos.

Etapa 2 – avaliação final: Entrevista (Prova Oral), para os candidatos aprovados na etapa anterior. A entrevista será realizada EXCLUSIVAMENTE pelo Google Meet, cujo link será informado oportunamente aos candidatos.

 

FONTE: AGÊNCIA SERTÃO