Cadastre-se
 

Postado em 17 de janeiro de 2022

A juíza de Direito Gláucia Falsarella Pereira Foley, de Brasília, arquivou uma ação que solicitava a prisão do âncora do Jornal Nacional, William Bonner, por incentivo à vacinação contra a Covid-19 em crianças e adolescentes.

No pedido, o rapaz afirmava que Bonner, junto com outros repórteres da emissora faziam parte de uma organização criminosa que tinha como proposta disseminar os impactos positivos da vacinação.

A ação acusava ainda Bonner de cometer o crime de indução ao suicídio e de envenenar a água potável.

Na negativa, a juíza afirmou que o pedido "reproduz teorias conspiratórias, sem qualquer lastro científico e jurídico, esvaziando seu texto em mera panfletagem política".

Para a magistrada, o pedido foi descabido e a Justiça não pode dar razão a delírios negacionistas.

 

FONTE: BAHIA MOTÍCIAS 

Compartilhe